Archive | Novembro 2012

A liberdade religiosa é um pilar da Doutrina Social da Igreja

O Presidente do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz, Cardeal Peter Turkson, participa até o próximo dia 24, em Granada, do encontro promovido pela Associação do Laicato Trinitário da Espanha sobre o tema “Perseguição e martírio por causa da fé e do compromisso com o Evangelho”.

Em seu discurso, o purpurado enfatizou que “a liberdade religiosa é um pilar da Doutrina Social da Igreja” e que o “o diálogo inter-religioso e o ecumenismo são dois aspectos decisivos da Igreja de nosso tempo”.

“A liberdade religiosa como elemento fundamental e irrenunciável da dignidade humana é uma pedra angular para a construção da justiça no mundo” – frisou o Cardeal Turkson.

A Ordem da Santíssima Trindade se inspira nesse direito fundamental, seguindo o modelo de seu fundador São João de Mata (1154-1213) que foi construtor da paz e da liberdade religiosa.

Segundo o purpurado, a liberdade religiosa é a fonte e síntese de todos os direitos humanos. “Os cristãos, que hoje constituem o grupo religioso mais perseguido do mundo, devem continuar sendo promotores da mensagem de paz, respondendo a violência com a paz, o abuso com o diálogo, o preconceito e a prevaricação com o amor, a desigualdade com espírito de abertura e reciprocidade” – sublinhou o presidente do dicastério vaticano.

“Os cristãos e todos os não cristãos oprimidos podem contar sempre com a ajuda da Santa Sé, em qualquer situação. A Santa Sé nunca deixará de levantar sua voz de condenação das perseguições e abusos contra a pessoa humana” – concluiu o Cardeal Turkson.

fonte: Rádio Vaticano

Igreja felicita Obama pela vitória, mas deixa recados

Tanto o Papa como o presidente da Conferência Episcopal dos EUA deram os parabéns ao Presidente americano reeleito, mas a liberdade religiosa não foi esquecida.

O Papa falou em altíssimas responsabilidades no país e na comunidade internacional quando felicitou hoje Barack Obama pela sua reeleição como presidente dos Estados Unidos.
Na mensagem Bento XVI diz rezar para que Deus assista o Presidente reeleito nas suas responsabilidades e também para que os ideais de liberdade e justiça que guiaram os fundadores dos Estados Unidos continuem a nortear o caminho da nação.
O porta-voz do Vaticano também reagiu à vitória de Obama, deixando votos de que o presidente possa encontrar os melhores caminhos para promover o bem-estar de todos, no respeito pelos valores humanos essenciais, na promoção da cultura da vida e da liberdade religiosa.
A questão da liberdade religiosa é particularmente sensível, uma vez que a Administração de Obama tem estado em conflito com a Igreja americana por causa de um decreto que visa obrigar as instituições católicas a fornecer serviços contraceptivos e abortivos aos seus funcionários, através de seguros de saúde.
Também o Cardeal Timothy Dolan, Arcebispo de Nova Iorque e presidente da Conferência Episcopal dos EUA, felicitou Obama mas deixou vários recados ao vencedor das eleições.
Prometendo que os bispos vão rezar por Obama, Dolan diz: “Em particular, rezamos para que exerça o seu cargo na busca do bem comum, especialmente no cuidado dos mais vulneráveis, incluindo os nascituros, os pobres e os imigrantes. Continuaremos a levantar a nossa voz em defesa da vida, do casamento e da nossa primeira e mais importante liberdade, a liberdade religiosa.”
Fonte RR
%d bloggers like this: