Cristãos e igrejas “fichados”. Teme-se uma onda de violência de grupos extremistas hindus

Justamente enquanto Orissa se prepara para celebrar o aniversário dos massacres anticristãos de 2008 (veja Fides 22 e 23/8/2011), em outro estado da Índia, Karnataka, a comunidade dos fiéis lança à Fides o alarme por um novo possível plano de “limpeza étnica de massa” contra as comunidades cristãs. A polícia local, efetivamente, organizou uma espécie de “recenseamento mirado” dos cristãos e das igrejas que, segundo os fiéis locais, é um verdadeira “fichamento de massa” a operação, conhecida pela Fides como “Global Council of Indian Christians” (GCIC), não tem apenas caráter administrativo, mas “é claramente uma tentativa de implementar a agenda escondida de Sangh Parivar”, que abriga organizações radicais hindus responsáveis também pelos ataques em Orissa. “É uma clara violação dos direitos fundamentais dos cristãos do país de praticar e pregar livremente a sua religião, como garantido pela Constituição” – afirma o GCIC. Karnataka é um estad o da federação indiana governado pelo partido nacionalista “Baratiya Janata Party” (BJP), aliado dos movimentos extremistas.

A iniciativa partiu da polícia local e já foi lançada no distrito de Chikmagalur. Aos párocos e pastores das igrejas foi entregue um formulário em que se pede a indicação do nome da Igreja e a sua exata localização; os edifícios e as propriedades, o nome e o número de telefone das pessoas proprietárias; as contas bancárias; detalhes sobre a frequência dos fiéis, dias e horários das celebrações. Uma série de notícias que evocam a suspeita de “censo dos cristãos”, realizado em Madhya Pradesh (veja Fides 15/4/2011), foi também governado pelo BJP, que suscitou vivos protestos dos cristãos locais.
Em Karnataka continuam a verificarem-se episódios de violência anticristã: nas últimas semanas, durante dois domingos, as liturgias de algumas comunidades cristãs pentecostais foram interrompidas, os pastores insultados e agredidos, as igrejas saqueadas. Como ato de intimidação aos fiéis, os radicais hindus apresentam falsas denúncias de conversões forçadas atuadas pelos cristãos, gerando ódio e novas violências. O estado, onde dentre 52,8 milhões de pessoas existem cerca de um milhão de cristãos, é conhecido pela onda de violência anticristã de 2008, que registraram 113 ataques em 29 distritos. E nos últimos dois anos, segundo fontes da Fides, verificaram-se em Karnataka outros 138 episódios de violências anticristãs. Para denunciar publicamente tais fatos e restabelecer uma verdade que se queria negar, as ONGs cristãs encarregaram o juiz Michael Saldanha de redigir um detalhado Relatório, depois de um inquérito no território (veja Fides 24/2/2011). A onda de violência foi o rientada por grupos fundamentalistas hindus cobertos pelo governo central de Karnataka. “Em Karnataka – notam as fontes da Fides – os extremistas hindus têm um poder imenso: estão no governo, são infiltrados no sistema judiciário, na burocracia e na polícia. Para os cristãos, é impossível ter justiça”.

Fonte: Agência Fides

Anúncios

About Fundacao AIS

Organização internacional católica, dependente da Santa Sé, cuja missão é ajudar os cristãos perseguidos por causa da sua fé. Procura estar atenta às várias situações de necessidade destes cristãos, particularmente a falta de liberdade religiosa. Para isso, publica periodicamente um Observatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo www.fundacao-ais.pt/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: